sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Deste Castelo da Pureza, por Syssy Virtuale

.
.
.
.A grande queda foi minha. Despetalamos nossos segredos e ruídos na busca da castidade deste compromisso. Em teoria, as flechas lançadas no escuro se desintegrariam ao contato com o invisível que nos protege, mas o incômodo causado pela missão é latente entre os espíritos insossos, e a ordem imposta é única:
"Escolha seu chicote para ser surrado em silêncio, enquanto como sua garganta".
Infelizmente, a prática é outra. Pequena humana, me perdí neste vil jogo,
e entreguei este segredo, em fato traição.

Enquanto prece penetra-me, rogo-te perdão, Pureza minha.
.

Foto: Syssy Virtuale.
.

12 comentários:

SAMANTHA ABREU disse...

Uau, Syssy!
essa foi de esfolar o espírito.
Me deu calafrios e suor.

Foi lindo, gata!
Adorei!

Um beijo

KIMDAMAGNA disse...

" aS COISAS,são o que são
EM VIRTUDE DE SEREM ASSIM MESMO."

http://kimangola.blogspot.com/2007/11/halo-multicolor.html

ontem, na espera do hoje lido,
meu comentário...
pode-se falar aqui duma precoce
penetrante prece?

Lindo, "lindo de viver"!
Foi arte mais uma vez
"DE livre vontade"

KARLA JACOBINA disse...

Quanta honra conhecê-la, donzela do Castelo.

Vincent disse...

Continuo de não perceber nada. Está na altura, sim, de sair do humano jogo. Um beijo de Dadá e
V

Maria Muadié disse...

Doeu. A grande queda foi minha. Doeu.

Yanez disse...

Linda calunga de pano e porcelana, continue a guardiã deste seu tesouro......sempre.
carinhos de uma admiradora do lado de cá.

Paulo Bono disse...

prosa ou poesia?

grande abraço, syssy

Marcelo disse...

Perdão, traição, surra, chicote . . .

Silêncio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Rodrigueana, a unanimidade é Rodrigueana. E ele que dizia que toda era burrice.

Um beijo, Syssy.

Lais Mouriê disse...

"Escolha seu chicote para ser surrado em silêncio, enquanto como sua garganta".

Isso chegou lá no meu falópio! Adorei!

wandacuce disse...

Amei Sy!
Você é uma mulher de muitos talentos.
Beijos, Wanda

Fabiano Merli disse...

Se é uma ordem...Eu desacato.
Beijos.
Adorei.

Paulo DAuria disse...

Difícil manter a pureza, a prática é sempre outra, as ordens impostas no escuro ficam soltas no escuro. O importante é tirar de tudo, literatura.

Grande Beijo