segunda-feira, 26 de novembro de 2007

IRRITAÇÃO, por Karla Jacobina

Rita se irritava com a toalha ensopada na cama
com a mosca morta na mesa
e com o barulho do beiço no prato de sopa,
Rita ficava mordida.

Rita se irritava com a camisa amarrotada
com as desculpas esfarrapadas
e com as carícias mal passadas,
Rita ficava passada demais.

Rita se irritava com os filmes de quinta
com os programas de sábado
e a trepada com a rotina,
era foda para Rita.

Rita se irritava com a mesa de sinuca na sala
com o time do flamengo no quarto
e no coração de kitnet,
não cabia mais Rita.

Rita se irritava com o suco aguado demais
com as mágoas guardadas na manga
e das mangas que nunca se arregaçaram,
Rita bateu com leite.

Rita se irritava por estar no pico do cansaço
de tanto tentar abraçar
um João sem braço.
Rita não era de Cássia.

Rita se irritava com o carro em pó
com o sabão que não era omo
e o amor que era barra,
Rita largava de mão.

Rita voltava
e quando se revoltava
Rita lia
dava uma volta
reviravoltava
e na mão do palhaço,
Rita ria.

23 comentários:

Milene disse...

Ainda bem que a Rita n�o � de Cassia,
que n�o � revestida de santidade.

Louvada seja essa Rita que mora em v�rias casas, em varias cidades...que � um pouco de Maria, de Laura, de Bernadete...
que � MULHER.



Texto lindo.

Parab�ns.

Heliane disse...

Ah! minha linda Karla!
Nem precisava ser Rita!
Nem de Cássia , nem de Cassis.

Talves se fosse Maria ou um cacho de Acássias...
Se um João nesta vida..
Fosse muito mais feliz!

Como sempre vc é demais!

disse...

KArla, pra variar, um texto envolvente e delicioso de ler. Começamos bem a semana ao passar aqui logo cedo. Bjs, moça.

KIMDAMAGNA disse...

"Fêmeasapiens" um filme em palavrascópio e Karlacolor, filmado
em todos os cantos do mundo.
Em cartaz desde há milhares de anos
En exibição aqui...

suhelen disse...

a rita levou meu assunto.

=p

heuehuehue
bjokas, lindona!!

Lu Cavichioli disse...

Karla, primeiro devo lhe dar a mão e ddizer muito prazer em conhecê-la. Depois aplaudir teu escrito.

Excelente tema, onde você revela nossas ritas. Sejam elas de cássia ou não.

Poema intrauterino em TPM total.

palmas pra ti!
Bjão

Marcelo Ferrari disse...

adorei isto aqui: de tanto tentar abraçar um João sem braço.

abçosembraço

Daniel disse...

noooooosssa! Muito bom o poema!

Sonoridade, ritmo, humor, angústias de uma mulher.

Adorei!

Parabéns!

Já tinha gostado do blog só pelo nome. As expectativas se confirmaram.

Clayton disse...

Com a sua Rita eu iria vida afora.

E, se Rita voltava, eu também voltarei. Aos Versos de Falópio!
Beijos

paulo dauria disse...

A Rita é uma onça, e a Karla tá fera, cada dia melhor: "Rita se irritava por estar no pico do cansaço / de tanto tentar abraçar / um João sem braço"

Beijos, moça.

José Calvino disse...

Poetamiga Karla,
Você é "parada dura".
IrRita mesmo!!!,rsrsrs
Beijão, menina.
Parabéns,
José Calvino
Recife

Maria Muadié disse...

Ah...por isso que a Rita leva tudo embora, "a imagem de São Francisco e até um bom disco de Noel!

Lais Mouriê disse...

Essa Rita é das minhas...

Poema foda este! Bom demais! E vc está se mostrando perfeita em fazer poesia falando de "outrem". Será???? hehehe

Bjos, minha linda!

SAMANTHA ABREU disse...

até com tamanho lirismo, tu me arrancas um sorriso dos lábios.

Sou tua fã, babe.

Beijos!

Grazinha disse...

Esplêndido jogo de palavras!

MTO BOM!

Borboletas Embriagadas disse...

Karlinha,

Rita é uma verdadeira representante da alma feminina, fazendo de sua vida, essa mistureba de coisas batidas todas de uma só vez.

*

Vamos pôr tudo no liquidificador?

"das mangas que nunca se arregaçaram,
Rita bateu com leite"


*

Paulo Bono disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Bono disse...

Rita era um saco.
Diga pra Rita não se comparar ao Flamengo.

jupyhollanda disse...

Karla,

a sua RITA não levou emu sorriso e nem o sorriso dela, meu assunto...

bjos

Ju

Salve Jorge disse...

Rita
Não se irrite
Tenho cá um convite
Para que não fique aflita
Rita
Atire a tira
Fira com fita
Tão bonita
Que lira destoará
Tudo precerá
E a ele parecerá
Ter perdido todo o mundo
Ao ver o fundo
Sem Rita
Sem rir
Sem tá...

MARIAESCREVINHADORA disse...

Beleza de versos, Karla.
Tanta revolta, no fim Rita lia e ria...
Parabéns!
Beijo,

Conceição

Juliana disse...

Ri[t]a


amei.

Jota disse...

Rita, muito

bem dita.