sábado, 24 de novembro de 2007

Varal de Idéia Fixa, por Beatriz Bajo

.
Beatriz Bajo é a 1ª convidada do Versos de Falópio.
.
.
Talvez tivesse receio de fazer pesar ternos meus a ponto de envergar o varal de idéia fixa. Cabiam sempre entre uma roupa e outra minhas meias. Meias verdes. Haviam de secar em céu aberto. A umidade é o mistério original... a secura, a verdade que se concretiza. Mas verde é cor molhada de sempre e quando baixei o varal, a tinta ainda estava fresca. Ingênua tentativa. Temi. Assim como me sinto mais viva molhada, entrei na máquina e lavei-me inteira. Esverdeei. Torci e retrocedi a ponto de dobrar-me quase. Amarrotada. Calcei as meias verdes, pendurei-me com cuidado no varal e estendi-me. Agora aguardo que o sol me quare.
.
.
.
.
Beatriz Bajo é escritora, bacharel em Letras e especialista em Literatura Brasileira. Participou de algumas antologias, publica freqüentemente em revistas literárias e espaços virtuais e é editora da seção de literatura do site Armadilha Poética. Mantém o blogue Linda Graal.
.

12 comentários:

SAMANTHA ABREU disse...

ô Bia!
seja bem-vinda.

Já te disse o que penso desse texto. ELe me dá arrepios, é lindo.

Beijos!

Gabriele Fidalgo disse...

Uau!
Olha, já conheço alguns de seus textos, e você realmente sabe como usar as palavras. Palavras fortes e bonitas.
Que bom que postou aqui hoje! =]

Beijos.

Linda Graal disse...

Muitíssimo obrigada pelo convite, Sá...é uma honra!!
Ohhh Gabriele, que surpresa boa! fico feliz pelas leituras...tb tenho lido teus textos por aqui...excelente qualidade!

Amplexos e muitos beijos a cada uma

KIMDAMAGNA disse...

Saudo sua chegada, irmã...
O sonho sonhando a realidade...
ensaiei entrada na máquina de lavar...
lavei-me
curioso mantenho-me esveardamente verde...
molhado.
Faço espera do sol também...

kim

Lais Mouriê disse...

Bem-vinda, Bia!

que texto belo e forte! Veio engrandecer ainda mais o Falópio!

Parabéns!

KARLA JACOBINA disse...

Enobrecedora presença!
Verdinhas? Não, não pagam.
Suas meias verdes nos encharcam de lindeza poética!

Beijos!

paulo dauria disse...

Ah, antes do baile verde...

Lindo.

anjobaldio disse...

Lindo, e "absíntico".

Linda Graal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Linda Graal disse...

Que grande presente!
É uma alegria boa estar "entre"!

Muitíssimo obrigada pelo carinho de todos!

Amplexos maiores

Salve Jorge disse...

Que até esse varal
Venha o sol afinal
Se não secá-la
Ao menos gravar-te a fala
E expô-la nalgum jornal
Com seu oscilar primordial
Com que o vento a embala
Já que o verde
Sempre permite alguma fotosíntese...

snowbros disse...

Beatriz,

Du cacete seu texto....vai guardando, juntando q daqui a pouco tá com um livro na mão...mas acho q vc já deve ter vários....se precisar de ilustrador já sabe! beijos.