sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

por Syssy Virtuale

Escultura: A. Rodin
Foto: E. & P. Hesmerg


De todos os tesouros, o silêncio é o ouro mais raro.
Rogo num exercício pio diariamente para ser digna desta fortuna.

Mudo o rito;
Declaro-me calada.
.
.

11 comentários:

Paulo Bono disse...

bem que eu poderia ficar calado, mas devo dizer que foram quatro linhas bem construídas.

abraço, poupée

Raf´s disse...

As pessoas ñ conseguem entender o quão profundos podem ser os sentimentos silenciosos.

bjs

Paulo D'Auria disse...

Sissy,
Muita gente não conhece este segredo, e tome barulho!

"Como quem ouve uma sinfonia
De silêncio e de luz
Nós somos medo e desejo
Somos feitos de silêncio e som"

Beijos, moça!

KIMDAMAGNA disse...

[....................]

Lais Mouriê disse...

Calo-me perante a beleza dessas poucas palavras!

José Calvino disse...

(-.-./.-/.-../.-/.-.) é ---
.---/./../-/---?

Calvino (QAP)
Recife

Leo Lama disse...

Cem mais palavras

Ainda se cem verdadeiras e mais nenhumas. Se só te restassem cem: sem.

Sem meias, sem mais, sem mil, sem cem.

Se diz: "silêncio!" , como o terá?

Mude-se.

SAMANTHA ABREU disse...

ando um pouco assim...
vendo o que a vida anda fazendo...

e ela tá me dando um 'baile'.

um beijo, Syssy!

Paulo Castro disse...

"Ouro mais raro" pode passar desapercebido por leitor leitorzinho.
Mas é a sacada aqui.
Lance de "koan" zen: Uma contradilão aparente.
O fato é: o que contradiz apenas na aparência, aprofunda ainda mais o essencial: deixa tatuada a intenção da linguagem.
Por isso, pôde ser curto.
Aparentemente silencioso, é
grito.
;)
beijos.
°

Jota disse...

"... ... ...!!!"

"..."

KARLA JACOBINA disse...

Nem mais um pio.
Perfeito!