segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

por KARLA JACOBINA



- Os Natais já não são mais como antigamente. Olhe para o rosto desses papais noéis, mais murchos que o próprio saco. A propósito, o correto é "papais noéis" ou "papais noel"?

- Não sei, só sei que você é quem não é mais como era antigamente.

- Está me chamando de murcha, de saco, ou tenho cara de boa velhinha para suportar suas patadas de rena?

- Nada disso, apenas quando não fazia sentido o Natal fazer sentido, você desenhava letras com giz de cera sem se preocupar com o plural de papai noel.
.
.

10 comentários:

SAMANTHA ABREU disse...

adorei Karlinha,
tá na cotidianidade, escondida... mascarada.
Coisas massacradas por detalhes, sejam eles sórdidos ou não.

Lindo,
e feliz natal, baby!
um beijo.

Jota disse...

Me lembrou de "Giz", da Legião Urbana.

Muito boa lembrança, por sinal.

Beijos!

Paulo Bono disse...

O Natal precisa de mais diálogos assim.
abraço, Jacobina.

disse...

As nossas mudanças sempre mudam as imagens que temos das coisas. Concordo com uma das partes do diálogo, as coisas permanecem iguais, nós é que mudamos e passamos a achar um saco. E murcho. rs.

José Calvino disse...

Querida Karla,
Será que São Nicolau, queria essa
propaganda lendária? O poema de Moore "Uma visita de São Nicolau",
Clark Moore divulgava a versão de que ele viajava num trenó puxado por renas. Ele também ajudou a popularizar, como o fato dele entrar pela chaminé...rsrsrs
Aqui no Brasil é ser um saco esse
"Papai Noel", que achas?
Feliz Natal,
José Calvino
Recife

Notícias Mentirosas disse...

Maravilhoso.
A gente não tinha tempo, nem "saco" pra se preocupar com essas cousas.

Eu acho que o plural é assim: papai noéis (pq quando a segunda palavra é uma característica da primeira, tipo guarda chuva ou sol, apenas a segunda palavra ganha plural)...

um bejo
gabriel

Paulo D'Auria disse...

Menina,

Os Natais já não são mais como antigamente, nem nós.
Os publicitários se esforçam para, ano após ano, injetar mais magia hightech no Natal, mas nossos olhos já estão cansados, porque a magia da magia esta na simplicidade.

Muito do processo de amadurecimento é feito de desencanto. O segredo está em manter a capacidade de se surpreender, de se maravilhar com coisas cada vez menores e cotidianas.

Por exemplo, Papai Noel é papai, com seus defeitos de homem, com suas limitações de homem.

Por exemplo, conhecer novos amigos como você!

Beijos, Karlíssima!

Adriano Caroso disse...

Concordo com você. Botei meu sapatinho na janela, minha carta na árvore e não recebi meu presente. Os natais não são mais os mesmos. A propósito, segundo o Aurélio, o plural correto é papais-noéis. Parabéns!

Lais Mouriê disse...

Putz, esse bateu de frente com o sem sentido do meu Natal!

Perfect, minha lindona sumida!

Bjos

Juliana disse...

aposto que já desenhei um papai noel mais bonito que o dela
=p