terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Tua Lingüística, por Samantha Abreu

...
Tua
língua

........gem......e.
Estudo tua fala,
analiso

........teus movimentos.

Decoro tua

meta

..........língua
....................gem.
..........meta
língua

.
.

37 comentários:

Ricardo Dalai disse...

acho digno um dia me convidarem pra isso aki tb
auhauahauhauha

ou so mulher? enfim...hunf

lindo Sá...
como sempre

bjo querida

Paulo Bono disse...

lingua conhecida.

abraço, Samantha

Lais Mouriê disse...

Um estudo delicioso e belíssimo!!!!

Perfeito, Sázinha!

Bjos

Lunna Montez'zinny disse...

Interessante esse estudo da língua. Bom para se aventurar.

Cin disse...

Hummm esse post me deixou de idéias rs
Bjos flor!

Fabrício Fortes disse...

uau!
esse eu já conhecia, mas como tu mesma disseste, a poesia vai se transformando e depois de algum tempo, tudo está diferente.

Grazinha disse...

Samantha... seu jogo de palavras é esplêndido...

Adorei... já tava com saudades (fazia tempo que eu não vinha aqui)

bjus

Jana disse...

uhuuu que aula de linguistica rs

Beijos

KIMDAMAGNA disse...

XÉE KIanda!
Dê um mergulho profundo no seu elemento.
Essa fogosidade e com todo esse Oceano entre nós... vá nas profundezas das águas...se aplaque
esfrie se.
Amor /Ira?

Leo disse...

Desculpe a sinceridade, mas essa postagem deixou me com a língua salivante...

Calebe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Calebe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Calebe disse...

(Pena que não o sistema de comentários não mantenha a formatação do que se escreve). Os seus versos me chamaram outros e foram nascendo aqui, fragmentados - mas o sistema... Vou deixar os versos aqui, sem formatação, depois mando pra você de alguma forma com a formatação que tinha adotado (quanta explicação só para falar do que seus versos me fizeram escrever... os comentários excluídos aí sabe de quem eram, né?).

Beijos, depois nos falamos. Pode deixar que aparecerei mais sim. E que correria, hein? bagunça, viagem, mudança de casa, projetos e mais curso no 3° ano - curso maravilhoso, diga-se de passagem (mas é inconveniente ficar falando disso aqui).

Enfim, os beijos,

Calebe

Calebe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Calebe disse...

Essa língua

destilando metalinguagens

faceira

quebra o ritmo

inventa outros -

plural -

e nas águas inefáveis ainda

mistura o sublime de si

essência de anseios maiores

incabíveis

aos diletantismos inúteis de mim.



Os movimentos teus

não sei

existiriam não fosse o

destilar

de palavras-signos?



E no meu caso

não fosse a lingüística minha sina desesperada

mapa de desmascarar acasos

a norte de teu corpo plural

qual seria?

Clóvis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dani Morreale disse...

rasgou a língua e meteu o verbo.

a-d-o-r-e-i

Ludmila disse...

Perfeito... como sempre

Clóvis disse...

Você e os seus movimentos a nos levar por estes caminhos tão bons.


Beijo, querida.

Paulo D'Auria disse...

Ah, muito bons estes teus múltiplo sentidos!
Adorei.

Beijos

Oliver Pickwick disse...

Humm... nada como respirar o ar impregnado de feromônios deste blog! É um canto de sereias.
Ei, Sam, tem intimidade com o velho concretismo, hein? Só que, nesse post, a arquitetura é nova.
Ei, Beatriz, sugiro arrumar as bagagens e se instalar por aí. Além da ótima companhia, o blog ainda ficará mais sábio e charmoso. Anotei: Ei, moço, me dá um trocadinho do seu, que eu perdi o meu amor".Boa garota!
Jupy, doce amiga, só mesmo na sua inspiração privilegiada pra versos doloridos rasgarem pensamentos.
Martha, querida amiga, o Salvador Dali morreria de inveja dos seus desenhos.
Sissy, até o seu nome de pin-up virtual já é uma atração irresistível,e, quando começa a fabricar vôos líricos, seu texto gruda que nem chiclete.
Láis, amiga primaz (porque foi a primeira que conheci, ok garotas?), pelo visto ainda continua escrevendo com tinta feita de sangue de dragão. Aprecio essa sua inspiração capaz de atingir graus de intensidade que corrompem a escala Ritchner.
Gabrielle, adoro seu nome de lady medieval, e mais ainda mini-contos como esse 5 minutos...
Um beijo para todas, e tenham a melhor das semanas!

Nanda Nascimento disse...

Nossa, estudo profundo este, bem autêntico!

Beijos e flores!!!

lyS disse...

Adoro o seu jogo de palavras e a estrutura dos seus poemas. Sublime!

*¢£@üD!NhA''' disse...

Totalmente fantástico.
Como a língua já deixou expressa.

;***

disse...

Ai... Samantha, que máximo! Milhares de interpretações possíveis para as imagens formadas. Mto, mto, mto bom!

Alisson disse...

Que poema maravilhoso! Ainda mais porque se a fala se expressa na língua, a multiplicidade de delícias da língua é grande, como Caetano que queria roçar com sua língua a língua de Camões, e como a língua, que a na sua meta diária, também mete na libido das pessoas distrações tempestuosas, orgasmáticas. Além do fato de que a língua mete de outro jeito, se mete na vida alheia, dando opiniões que não foram pedidas. De toda sorte, lembrei de um certo luar quando li teu poema... lembranças da língua[gem] gostosa de uma doce, 'pero' apimentada 'conversa'.

Post scriptum: vou linkar teu blog, viu?

José Calvino disse...

Samantha

Muito interessante essa modalidade
escrita da língua...
Beijos do,
Calvino
Recife

Paulo Castro disse...

Sabe que a língua quebra mesmo ?
É que o corpo tem curvas.
E o linguado, um peixe de sexo e sabotagem tesuda, tem sorriso.
A linguagem que fala de si própria, metalinguagem. E quando ela se quebra, vira duas, viram serem. Mas outros seres não vão ver nada. Só pra quem sabe ler e degustar o que está além da carne do linguado. O sabor. A água na boca.
Concreta ? A poesia ?
Só para quem é concreto. Reto.
Caso contrário, formalmente, gera curvas onde se pode dançar.
Ou lamber.
beijos.
Paulo.
°

Salve Jorge disse...

Meta
Métrica
Liga ágil
Linguagem
Linguas que agem
A cada fala
A cada falácia...

alan disse...

"Minha pátrria é minha lingua"
fala samantha!!!!!
adorei
bj

Linda Graal disse...

...tudo que se origina aqui é imagemquegeme!!!

grito, então, parabéns!!

Ana disse...

Hummm... me perdi no meio de tanta língua... gem.
;-)
Gostei!
beijo
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

Notícias Mentirosas disse...

Acho que li isso no Alta Fidelidade, já rolou por lá, não?

bejo, gabriel.

anjobaldio disse...

Lindo e maduro, como tudo que você escreve.

josé guilherme fidelis disse...

bacana, samantha. parece uma brincadeira que escrevi sobre a palavra pornográfico. bacana.

escuta, aproveitando o momento, vc estudou na UEL? é que eu fiz letras lá, mas não me lembro de vc.

beleza, passa lá no meu qualquer hora, e me conte esse segredo de tantas pessoas visitarem sem blog. nem minha mãe vai no meu...

beijosé!

The Immature Girl disse...

gosto da meta...

linguagem, hahahahaha...
bjuuusss!!

Jota disse...

Samantha, vc destrói.

No bom sentido.