terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Tua Dança, por Samantha Abreu

foto: Alex Krivtsov


Meus pés sob os teus.
Segura-me,
...a cintura,
e leva-me
E.m.b.a.l.a.d.a.m.e.n.t.e.
.
.
Nossos corpos
pra cá........................................
e, depois,
.......................................pra lá.
.
.
Estou entregue,
à dança que me prende
aos teus desejos
balouçados.
.
.
.

20 comentários:

Grazzi em ContRo disse...

Cheio de ritmo esse desejo de pés sob pés, pra lá..e pra cá..

Gostei!hihihi
bjos, Sa.

Linda Graal disse...

ai ai! que pegada!! como deslizas entre um passo de palavra e outro!! ;)

beijos querida

Sérgio Luyz Rocha disse...

...boa levada...e já disseram aí, ritmo e pegada, essenciais...
(não sem razão, diriam os mais velhos, muitos de nós são "pés-de-valsa")...

Valeu, poeta!!

Lunna Montez'zinny disse...

E a gente vive se entregando a esse raro prazer de dançar com o outro.
Abraços

Anônimo disse...

gostoso... delicado.
beijo, querida.
Anna

Gabriele Fidalgo disse...

Tem ritmo, leveza e delicadeza.

Encantador, Sá.

beijos

Cackau Loureiro disse...

Essas danças são envolventes.

Lindo...
=)

Rafael Avansini disse...

Lindo e moderno, como tudo o q vc escreve...
Bjos Sa

Adriano Caroso disse...

Costumo dizer que sou meio homem porque não sei dançar. Mas não é que deu bra dar uma balouçadazinha....bjs!

F. Reoli disse...

Já tinha visto poema recitado, falado, cantado...mas poema dançado foi a primeira. E só posso dizer que gostei demais! :)
Beijo

Bianca Feijó disse...

Que venham os ritmos,dançamos todos!

Deu vontade de dançar...rsrs...

Lindo,lindo!

Beijos Sa!

anjobaldio disse...

Belo bailado.

anjobaldio disse...

Meninas do Falópio (Samantha, Juliana, Karla, Gabriele, Lais, Syssy e Marta), se tiverem tempo, vejam o vídeo TATURANAS lá no meu blog. Bjs.

enten katsudatsu disse...

TO DANÇANDO AQUI... FALÓPIO PRA CIMA... E TANGO TANGO.
MUITO BOM POEMA SAM!!!

BEIJO PROCÊS.

CÁSSIO AMARAL.

Rê Ruffato disse...

Se ele dança, eu danço... rs. Delícia, Sá.
Beijos e um lindo, inspirado, divertido 2008 pra ti.

Jana disse...

tão bom dançar assim
beijos

Salve Jorge disse...

Então dança
Que enquanto voares
Se precisares
Ou se esquecer de dançar
E meu pé estiver
A lhe atrapalhar
Cuidarei de tirar
Meu pés do teu caminho...

Lais Mouriê disse...

Poesia belamente dançada!

Perfeita, Sámarinmgá

Paulo D'Auria disse...

A dança é mesmo uma metáfora da entrega. É assim desde nossos bailinhos adolescentes até os bailes da saudade.
Triste de quem passa a vida sem uma valsa!

Beijos

Fabricio Fortes disse...

mantenha a mente esperta, concentre-se, e não se esqueca: são dois pra lá, dois pra cá..
muito bom, samantha..
estou voltando aos poucos, e construindo blog novo.. em breve te mando o link..
bjo