segunda-feira, 10 de março de 2008

Panorâmica, por Ana Fernanda






















Foto: Haroldo Abrantes


Panorâmica


Eu vou me atirar
Do alto do Elevador Lacerda.

(já posso até sentir o vento
entrando pelas narinas
me obrigando a fechar os olhos)

Quando estiver bem perto do chão
- frio na barriga! -
Abrirei minhas asas enormes

Vôo rasante sobre a Baía de Todos os Santos
Até molho as pontas dos dedos na água.

Ana Fernanda

5 comentários:

Bruno disse...

Uau!

Tive a sensação agora de que estou perdendo alguma coisa por não conhecer o Elevador Lacerda e a Baía de Todos os Santos...

Salve Jorge disse...

E quando abrir as asas
Tão largas
Que fazem sombra nos passantes
Nos banhistas
No asfalto
Antes de voltares lá pro alto
Deixe-se atirar
Atinar
Atiçar
Para além do mar...

José Calvino disse...

Me senti no Pelourinho
Vendo o panorama
lá de cima do murinho.
Ana Fernanda
No seu vôo rasante
e a foto de Haroldo
muito interessante.
Se vê o elevador Lacerda
para depois em seguida
sobrevoar o Mercado Modêlo
nessa paisagem linda.
Parabéns, poetamiga!
José Calvino

Paulo D'Auria disse...

Bruno, rapaz! Vc tá perdendo tudo!!! A Bahia é o Brasil-nascente! O Brasil-resumo, o tudo-Brasil, (para o bem e para o mal).

Ana, belo trabalho, de frios na barriga se alimentam os poetas.

Beijos

Marcelo Mendonça disse...

Eu que acabei de subir o elevador lacerda, fiquei imaginando...