domingo, 13 de abril de 2008

Anjos e sonhos, por Juliana Hollanda

(olhares.com)
Sonhar é preciso.

Mola que impulsiona os passos para frente
Traçar um caminho
Seguir de cabeça erguida

[ACREDITAR!]

Aceitar que pode ser
Que é possível!

Em algumas horas temos asas
Em outros momentos;
rodas para atravessar a estrada
por mais que chova e os pneus não sejam antiderrapantes
é importante olhar para frente

[FOCAR.]

Por mais que faça um sol escaldante e seja possível fritar um ovo na nossa testa
é importante estar de pé
em algum lugar terá uma ponte que vai olhar pra sua cara e falar:

-Sente-se. Agora você pode descansar. Você chegou no meio do caminho.

Logo ali tem um riacho. Lave o rosto e beba água fresca. Sua corrida começa de novo quando você passar por mim.

Você ainda vai se cansar bastante. Viver é um eterno cruzar de pontes.

Sonhos nunca acabam. Eles adormecem, se reciclam ou se realizam.

Todos os sonhos são reais.

Um comentário:

Paulo D'Auria disse...

"E como é que faz pra sair da ilha? Tem a ponte, tem a ponte"

Beijos, Ju