terça-feira, 15 de abril de 2008

(IN)CRÍVEL, por Samantha Abreu

.
Essa estranha beleza
em racionalizar.

Ser dolorido,
mas ser verdadeiramente.
Tocar tua carne nua,
e saber-te
onde, saber-te quando.

Não me parece mais encantado
nosso mundo.
Não tenho mais aquelas
fantasias.

Talvez, a realidade não seja assim
tão boa
para amores insólitos.

.
.
.

14 comentários:

Salve Jorge disse...

Incrível
Descrente
Que a beleza desse raciocínio
Está dormente
Na mente indolente
Que prefere ao fascínio
Do encantado
Das fantasias
Do insólito
Uma realidade
Cuja primazia
Quer o verdadeiro
Quando a verdade
É apenas um mito
Melhor seguir com o conflito
Com o atrito
Com a maldade que sangra as asas
E arde a carne...

Leila Lopes disse...

ser verdadeiro, real é o que assusta no amor que se sabe mais vale

bjos

Fabricio Fortes disse...

a razão é mesmo uma feraamenta muito útil.. mas nos leva a conseqüências terríveis. certamente, sem ela a vida seria mais feliz.
bem bom teu poema!

Bianca Feijó disse...

Adoro este tipo de poema, curto e intenso, poucas palavras escolhidas a dedo, onde não precisa dizer muito, e se diz tudo...

B.E.I.J.O.S

Fabrício Brandão disse...

Onde essa mania que o amor tem de se assustar quando se depara com o jogo das misérias, todas embutidas e, ao mesmo tempo, estampadas bem nas nossas caras? Quando racionalizamos, penso que admitimos nossos medos mais rapidamente. O outro jamais será aquilo que EU desejo que seja. Quando se desvelam as máscaras, a alma em carne viva é posta à prova.

Belo poema, querida!

Beijos poéticos!!!

L. Rafael Nolli disse...

Às vezes, Samantha, me parecem incompativeis as palavras Amor e Racionalizar. Mas às vezes me parece que não sería possível separa-las. Uma reflexão muito interessante - achei que a palavra final "insólitos" dá um upgrade no poema - deixa um pocuo de coisa no ar, para se analisar com mais calma!
Beijos!

Caito disse...

Talvez os amores insólitos não sejam assim tão bons para a realidade!

beijo!

Multifuncional disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Impressora e Multifuncional, I hope you enjoy. The address is http://impressora-multifuncional.blogspot.com. A hug.

Grazielle disse...

Não é que a realidade apague o fogo da paixão... Ela só leva o corção pra um outro nível...

Sérgio Luyz Rocha disse...

Realidade; vestir uma a cada dia, ajustar, cerzir feridas, remendar?
Muito (in)crível não fantasiar...
(preciso de um teclado que aplauda e que te faça ouvir....)

Bjs!!

Germano V. Xavier disse...

A ilusão que incólume arrasta as cadeias humanas...

Poema de se sentir, Abreu!

Abraços sinceros...

Germano
Aparece...

Éverton Vidal disse...

O poema é perfeito, e é perfeito por ser poema rs. Por isso eu nao gosto de comentar poemas, gosto de conversar sobre eles. A realidade nunca é boa para amores insólitos, e se há alguma vantagem nela é só por ser ela real.

Bj!
Inté!

Paulo D'Auria disse...

Talvez a realidade já esteja gasta, gasta demais.

Beijos

José Calvino disse...

Querida Samantha,
"(In)crível" que pareça,tudo é possível. O inesperado sempre acontece. No amor é importante encararmos a realidade como ela é. Assim sendo, torna-se mais eficiente.
Parabéns, poetamiga!
Beijos poéticos do,
José Calvino
Recife