sábado, 5 de abril de 2008

.
O afogado mais formoso do mundo

Você é o afogado
mais bonito do mundo

Retiro do seu rosto branco
os matos de sargaço
e os filamentos de medusa

Revelo a beleza
de suas sobrancelhas ruivas
incandescentes
rubras.

Martha Galrão

6 comentários:

Dolfo disse...

que bonito!

Clayton disse...

Rubro caudaloso!

marinacruz; disse...

Me afogo nos versos, nas frases tão avalassadoras e na emoção tão incontida desse blog!
Parabéns às mulheres e às suas crias poéticas!

Se puderem, visitem meu humilde cantinho. (:
Falarteando!

José Calvino disse...

Poetamiga Marthinha,
Poema com um estilo muito forte, vibrátil. Um afogado fictício, com respiração, como nos filmes...rsrs
"...de suas sobrancelhas ruivas/incandescentes/rubras."
Parabéns, baiana.
Beijos do,
Calvino
Recife

Paulo D'Auria disse...

Bonito isso, Martinha, as sombracelhas incandescentes e o mar.

Me lembrou o filme O Violinista Que Veio do Mar, já viu? É lindo tbém, como seu poema!

Beijos

MARIAESCREVINHADORA disse...

Parabéns, Marthinha querida, os versos são lindos como tudo o que você faz, Também assisti ao Violinista que Veio do Mar, é um filme lindo, mas muito triste.
Beijos,

Conceição