terça-feira, 20 de maio de 2008

Corpo Fechado, por Samantha Abreu

..
Nenhum livro, revista ou jornal.
Nenhuma receita,
nenhuma festa.
Eu quero o sono dos justos,
meu pijama de bolso,
as mãos rentes ao corpo.

Espelho quebrado,
meu lápis borrado,
manchas na roupa,
e ninguém pra cuidar.
Chinelo no tapete
virado,
a má sorte com medo
do meu band-aid.

.
.

6 comentários:

Salve Jorge disse...

Achei um livro
Que livra
E livre
Faz receita
Mesmo se não és afeita
E se priva
Da deriva
Parece nociva
Mas não és noviça
É das que atiça
Com seus quereres

Sete anos de azar
Podem chegar
Nem vais ligar
No seu estado
Virado
Fazendo medo
Logo cedo
MAs não afastas esse aedo...

F. Reoli disse...

Eu sou um poço de superstições...rs
Te beijo

bossa_velha disse...

descrição toda perfeita.

Three Love's disse...

depois de ler
e
re-
-ler...
um pensamento:
"essa Samantha é genial!"

b.e.i.j.o.s.

Three Love's disse...

depois de ler
e
re-
-ler...
um pensamento:
"essa Samantha é genial!"

b.e.i.j.o.s.

Paulo D'Auria disse...

Putz, que noite!

Beijos