segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Jujuba é tóxico, por Karla Jacobina


.
Um saco de jujubas nunca é tão somente um saco de jujubas. Um saco de jujubas é no mínimo um saco de jujubas e o caralho. Já comi jujuba de tudo quanto é jeito, de quanto jeito é tudo, recheada de creme de leite, de iogurte natural, de chocolate garoto, com frutas vermelhas e o caralho. Antes de abrir um saco de jujubas, verifique se o mesmo encontra-se realmente recheado apenas por jujubas. Os caralhos tendem a ficar camuflados entre uma jujuba e outra esperando a hora H para te pegar com a boca na jujuba. Daí, você cuspirá coitadinhamente um grito "Não era jujuba. Caralho!". Caralho colorido polvilhado por açúcar de confeiteiro é armadílhico, é ratoeiríco, e no mínimo causador de terríveis prisões de ventre. Seria bom se os fabricantes de jujuba e o caralho prevenissem seus consumidores estampando em suas embalagens aquele esqueleto das sodas cáusticas. Jujuba é tóxico. Jujuba é o caralho. No último outono a aliança dos meus sonhos, linda, de jujuba dezoito, encaixou perfeitamente no meu anelar esquerdo. Era muita jujuba. Era jujuba demais. Como eu já sabia que um saco de jujubas nunca é tão somente um saco de jujubas, duvidei do excesso. Duvidava do excesso lambendo os beiços, os dedos e o caralho. Mas, antes de abrir o saco de jujubas, verifiquei se o mesmo encontrava-se realmente recheado apenas por jujubas e foi quando vi, entre elas, o caralho vestido de noivo.

.

5 comentários:

Gabriele Fidalgo disse...

haha Muito bom, Karla!

vc arrasa!

beijinhos.

Kauana Resende disse...

Arrasou mesmo!

Mari disse...

em uma palavra: CARALHO!
hahahahhaa a-do-rei!

MARIAESCREVINHADORA disse...

rsrsrsrs
Amei, Karla.
Esse saiu mesmo do ventre.
Beijos,

Conceição

Cosmunicando disse...

hahahaha... super!