terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Prepare-se, por Samantha Abreu

foto de Katarina Sokolova
.
Os meus desejos de ano bom foram colocados na árvore de natal.
Pedi vida.
Quero a vida: colorida, dolorida e atrevida. Como só ela sabe ser.
Quero morrer de rir, quero sentir...
essas coisas.

No Reveillon, a única coisa que desejo mesmo,
é muita Festa!
Brindes, Alegria, Amigos.

Minha família, como muitas, tem uma tradição:
no Reveillon, à meia noite,
lavamos a alma com baldadas d’água,
um no outro.
Vale correr, cair, se esconder.
Só não vale acabar a festa seco.

Amanhã, pelo vigésimo oitavo da minha vida,
começarei o ano de alma limpa,
branca e espaçosa.
Feito um enorme salão de festas
esperando a diversão começar.

E não importa a forma,
mas comece assim também.
Lave a alma e abra espaço para o que há de vir.
É, de uma forma inexplicável,
um belo recomeço.
Prepare-se.

.

2 comentários:

Clóvis Campêlo disse...

Ano novo, desejos novos.
Porque somos os mesmos e vivemos como os nosso pais.
Afinal, quem puxa aos seus não degenera.

Maria Muadiê disse...

bela dose de otimismo! tim tim!
adorei a idéia da sua família de jogar o balde d'água...
beijo