terça-feira, 3 de março de 2009

E depois da Revolução Sexual..., por Samantha Abreu

foto de ellen von unwerth
.
- Ah, quando cheguei, já tava todo mundo daquele jeito, caindo pelos cantos.
- E por que você não foi embora de lá? Tá cansada de saber como são essas festas.
- Mas tinha homem bonito pra burro!
- Você não pode ver um pau, que quer logo pendurar. Como é que pode?
- E você? Nem vem com lição de moral. Em mim não cola.
- É, mas pra ficar plantada aqui, nessa sala de espera com você, eu presto. Pra te falar umas verdades, não.
- Pára! E a Pity que pegou cinco caras? Saiu de lá com três!
- Tomara que não fique grávida também.
- Não fala isso. Também, não. Eu não estou. Pensamento positivo. Vamos lá... pensamento positivo!
- Olha a moça aí.

- Abre logo essa coisa, e tira esse sorriso da cara!
- Espera, vamos rezar.
- Que rezar o quê! Você não aprontou? Agora deixa Deus em paz.
- Ai, tá bom. Vamos lá... Ai, Ai, Ai... Puta que pariu! Puta que pariu!
- Minha nossa, você tá ferrada, nega!
- Ai, Ai, Ai!
- Liga pro cara! Vamos contar pra ele.
- Ainda não te contei o pior.
- Nossa, até arrepiei.
- Tinha tanta luz colorida que eu não consegui ver a cara dele!
- Como assim? E agora, vai pedir pensão pra quem?
- Ah, vou processar o dono da festa!
- Como é que é?!
- Eu podia ter ficado cega, oras!
.

2 comentários:

Gabrielle disse...

É Samantha, como sempre você se supera. Adorei muito o texto! =)

BAR DO BARDO disse...

saman, não quero fazer piadinha sem graça, mas essa foi no útero!

é tragicômico? gente, como classificar isso?!...