domingo, 15 de março de 2009

não sou uma ilha, por Juliana Hollanda


brigadeiro de colherada
pudim recém saído do forno
e bolo quente
não dão dor de barriga

é tudo invenção da vovó

entrar na piscina ou tomar banho
depois do almoço
também não deixa ninguém torto
como eu quando criança imaginava

sonhar com o príncipe encantado
é o mesmo que brincar com núvens
e amigos inexistentes

sempre pensei
que um belo dia
no meio do nada
fosse surgir um cavalo branco
uma cerquinha de madeira
um jardim bem cuidado
uma casa com telhado no meio disso tudo
e o coração ficasse tranquilo

ao contrário de tudo
no que eu sempre acreditei
percebo agora que
o amor certamente
não foi feito
para tolas como eu

encontrei o príncipe,
mas ele não é tão príncipe
e nem eu tão princesa
a ponto de me encontrar
cercada de beleza
e calmaria
por todos os lados.

Nenhum comentário: