terça-feira, 9 de junho de 2009

Da Arte Feminina de (não) Ser, por Samantha Abreu

foto de lauren bentley
.
Não, não há somente beleza em ser mulher. Às vezes dói.
Mutilamos as cutículas das unhas, colamos as dos cabelos,
descolorimos uns fios, botamos tinta noutros,
tiramos o espartilho, mas assumimos a responsabilidade de continuarmos apertadas
sem a ajuda dele.
Clareamos os dentes, escurecemos a pele. Artificialmente.
Engrossamos a alma, afinamos os calcanhares,
lavamos o suor do rosto para o lambuzarmos de base.
Arrancamos os pêlos. Peruca pra quando eles não nascem.
Fortalecemos a individualidade, enfraquecemos os laços.
Cada vez mais.

Não, não há certeza presente no rosa. É desigual.
Aumentamos a fome: de doce, de amor ou de vida,
mas comemos menos de todos eles.
Desejamos um filho, desistimos de tê-lo,
afogamos a fraqueza do medo e choramos cada vez mais em romances.
Deixamos de fazer romance.
Procuramos ser mil, ofendemo-nos por não sermos únicas,
atraímo-nos pela efemeridade, magoamo-nos pela falta de raiz,
rivalizamo-nos na guerra, amparamo-nos da deserção.
Esquivamo-nos de ser o que somos.

Dissimulamos, depilamos, colorimos.
Engolimos o salgado das lágrimas
e saboreamos a doçura dos sorrisos.
Pra dias de sangue, absorvemos e
disfarçamos.
Um jogo pra qualquer cintura.

Não é belo nem certo.
Mas é artístico.
.

7 comentários:

Kimangola disse...

...
-Esquivamo-nos de ser o que somos-

essa a grande COBARDIA.

também com esses "emplastros" todos...
a maioria vive orgulhosa no ser máquina artificial...

xaxuaxo

Erica Maria disse...

Ah, adoro seus textos Samantha!!!

Qdo vc dará uma passadinha no meu blog?

Seria uma honra!

Bjos e boa semana!

jupyhollanda disse...

ai nossa...senti na pele!

B-Ju

Denise disse...

Tudo que é triste traz em si beleza.

Somos tristes então?

Denise

Gabriele Fidalgo disse...

'Fortalecemos a individualidade, enfraquecemos os laços.
Cada vez mais.'

Sim, sim, sim! É tudo tão verdade!

beijos, Sá!

Café disse...

As lágrimas dos meus olhos contracenam cada vez mais com os romances - sejam eles cinematográficos ou impressos.


Amei o blog de vocês.
Adoro achar peculiaridades pelas minhas andanças interneteiras.

Cosmunicando disse...

e como é difícil... e você traduziu!