quinta-feira, 4 de junho de 2009

Invernado, por Lais Mouriê

É só o inverno

Essa desesperança sagaz e permanentemente imprópria.

É só o inverno

Esse coração falido e desvalido de proveito.

É só o inverno

Esse joguete do destino que revela meu destino jogado.

É só o inverno

Esse braço onde os abraços se esquecem de morar.

É só o inverno, perene, perene...

3 comentários:

Gabriele Fidalgo disse...

É só o inverno. Mas o inverno que vem antes da Primavera!


beijo, minha amiga!

F. Reoli disse...

O bom do inverno é encontrar cobertor em algumas mãos... beijos

Karla Jacobina disse...

Me tocou Lá. Inverno tb mexe e remexe comigo.