domingo, 6 de setembro de 2009

Entre Elas: Tavinho Paes!

.
MULHERES
(instruções para uso)

... há quem imagine que entre um homem e uma mulher haja simplesmente uma diferença de sexo e há quem pense que sexo é igual para todo mundo...
... nas tavernas dos goliardos, quando antitabaco ainda não era antibaco, eles, que sabiam ler e escrever (em latim) decerto escreveram o que era falado pelas divinas divas do vinho tinto, feito com as uvas da parreira que deu a folha que escondeu Vênus em Eva ...
... nem tudo foi queimado nas fogueiras de Torquemada ... as Joanas d'Arc ainda andam por aí e todo mundo sabe que sem o voto feminino a democracia não vale nada; tanto que, em 2010, o centenário de Pagù vai se refletir nas urnas...
... eu queria fazer um Festival Internacional de Poesia Feminina no Rio de Janeiro, para chamar mundo a fora...


ALGUMAS MULHERES
(Arnaldo Brandão e Tavinho Paes)
.
mulheres lutam box e viram freiras
decidem eleições e pedem Paz...
as perfumadas cheiram como princesas
e as loucas são tão boas quanto as que são más

mulheres querem mel, mesmo sendo abelhas
e de tão vaidosas querem muito mais...
nos salões de beleza viram feiticeiras
e se enfeitam simplesmente
para se apaixonar

mulheres podem ser, à lua cheia
serpentes nos jardins de Allah...
são belas quando dão luz às estrelas
e à vida que, um dia, veio do mar...

algumas mulheres, amam outras mulheres
melhor do que alguns homens conseguem amar
as belas tem poder; as noivas, sorte...
prostitutas viram santas, quando gozam

mulheres tem mistérios e se entendem
uma vez por mês, se deixam sangrar
mulheres são estrêlas feitas para brilhar
quem delas se afasta não tem mais o que amar
.
.


* Tavinho Paes é carioca, compositor, produtor, escritor, roteirista, jornalista, web designer, e entende muito de mulher.

4 comentários:

Maria Muadiê disse...

Parabéns, meninas, ótimo recomeço. Vida longa aos Versos de Falópio.
beijos
Martha

Lais Mouriê disse...

Co~mo +e bom qdo um homem entende muito de mulher... sem deixar sua masculinidade de lado!

Adorei!

Marcos Satoru Kawanami disse...

DÉCIMA DA MULHER

Mulher é um bicho esquisito:
sangue três dias lhe escorre
a cada mês, e não morre;
mas, se lhe pica um mosquito,
faz alarde igual apito.
Um bicho assim que por “regra”
sua estranheza não nega
me dá um medo patente:
pois não é que uma vidente
via tudo, sendo cega?!

Marcos Satoru Kawanami

.

Sunflower disse...

Me aponta uma guerra que eu vou lá e venço pra você.