segunda-feira, 26 de outubro de 2009

sobre cantadas baratas e amores verdadeiros (II), por Juliana Hollanda



adoro o silêncio

o breve
e lindo silêncio
entre cada beijo

tagarelam apenas as línguas,
os lábios,
as sensações

adoro o silêncio breve
dos beijos em curso
dos olhos fechados
-e as conversas de nariz-

os beijos de casais apaixonados
no banco das praças,
na praias, no shopping
adoro!

e os sorrisos abobalhados,
as piadas "non sense"
e apelidos bobocas

os olhos cheios de estrelas
desses casais de namorado
na saída dos cinemas,
dos restaurantes,
das festas

-são cenas lindas de ver-

esses casais cruzando as calçadas
as mãos entrelaçadas,
os pés flutuando,
-corpos em ebulição-

a pressa de deitar na cama,
no sofá,
no chão

a correria para chegar em casa
ou no motel

-na cozinha, na sala-

o em pé embaixo do chuveiro
ou na banheira,
na sauna,
na imaginação ...

adoro beijos apaixonados
e o silêncio

que eles gritam
dentro do elevador

3 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

aquele olhar estranho de cansaço passageiro meio no infinito dispensa a velha pergunta: "foi bom pra você?"

Elisa Lis disse...

Melhor que ver, só sentir! bom demais! hehe

Sunflower disse...

canceriana...